Milagre na cela 7

Por Diogo Almeida, SDB

Conseguiste ver sem te comover?

Pois é da vontade de Deus que, praticando o bem, façais calar a ignorância dos insensatos. Procedei como homens livres, não como aqueles que fazem da liberdade capa da sua malícia, mas como servos de Deus. Tende respeito a toda a gente, amai os irmãos, temei a Deus” (1 Pe 2, 15-17). Deus sabe no fim de contas o que fazer perante a injustiça e, deste modo, não cabe aos homens fazer justiça com as suas próprias mãos. Porém cada um tem o dever de contribuir para o bem comum. Neste filme vemos mesmo isso…

Este filme tem origem na Turquia e estreou em 2019, conta a história de uma criança (Ova) e do seu pai (Memo), este possui um distúrbio mental. Durante uma brincadeira com Memo, a filha de um general militar cai de um penhasco e morre.

Memo tem a mentalidade de uma criança, é como se fosse da mesma idade da sua filha (Ova). Ele tem uma visão positiva sobre as coisas mesmo nos momentos mais difíceis, como quando ele é esfaqueado por ajudar o seu amigo de cela. O filme mete em relevo muitos sentimentos e emoções: alegria, tristeza, amor, amizade, medo, desespero, esperança, coragem, etc… No encontro entre pai e filha observamos a felicidade e amor mais puro do mundo, dois sentimentos que residem no ser humano e são a imagem de marca deste filme.

A genuinidade é o motivo para que cada um deles se junta a esta causa uma explicação, tal como aconteceu na cela 7. Depois de ultrajarem o pobre Memo, aos poucos percebem como ele é e como o podem ajudar, mesmo não sabendo a verdade. Os companheiros perceberam que ele tem um cérebro de criança e questionam mesmo se é possível ele ter feito mal à menina.

A relação entre pai e filha não se esquece mesmo quando a dificuldade da vida é enorme, existe um vínculo de amor muito grande. Eu direi tal como aconteceu com Jesus, rejeitado, acoitado, e maltratado por todos os que o rodeavam, porém no final… já sabemos o desfecho… ressurreição, vida! Memo é maltratado por todos e é condenado à morte…, porém com ajuda de todos e o sacrifício de um, foi salvo e juntou-se à sua filha. E no fim de tudo é o amor que prevalece.

Quando nos sentimos sozinhos no mundo, somos rodeados de tantas pessoas que não contribuem para o nosso bem, só estão preocupadas com o mal do próximo e sabendo a verdade não conseguem comunicar, porém ao general militar servia-lhe um bode expiatório para ser exemplo para a população.

Por vezes a vida começa a desabar e nada melhora a nossa volta, porém Deus coloca na vida de cada um, alguém que se preocupa e cuida. Deus preocupa-se com todos e não abandona ninguém, d'Ele sai o amor mais puro para cada pessoa que é a misericórdia.

Cada um nós temos uma missão específica na terra, pois somos enviados de Deus para ajudar os outros. Dom Bosco dizia"O que somos é presente de Deus e o que nos tornamos é o nosso presente á Ele". Ou seja, a vida é sobretudo dom, partilha e serviço!

Mesmo tendo mentalidade de criança conseguiu conquistar o coração de tantos que o rodeavam, até mesmo daqueles que pareciam indiferentes.

Aconteça o que acontecer na tua vida não deixes de ser quem és no teu interior, a parte melhor da pessoa não pode ser escondida. E no fim o que fica são memórias? Ou experiências de vida?

Quais foram os sentimentos que lhe brotaram durante o filme?

Curta, comente e compartilhe!

#netflix #espiritualidade #cultura #Diogo


97 visualizações

©2020 por Danilo Guedes